Postagens

Alunos se destacam em curso de escrita

24 OUT 2016

Em meados de setembro, começamos uma nova experiência dentro do Projeto Casas das Palavras. Uma oficina de leitura e escrita voltada para crianças vem sendo realizada na Escola Municipal Santos Reis. Inicialmente programada para um mês, os resultados foram tão expressivos que a oficina foi prorrogada até novembro. 

A iniciativa foi idealizada para promover a leitura e a escrita com alunos de escolas públicas, ampliando o projeto Casa das Palavras em atividades extra-classe. Um dos principais objetivos é estender a permanência das crianças e adolescentes no ambiente escolar. Uma outra intenção é fazer com que as crianças também possam sonhar em ser escritores.

Foram selecionados alguns alunos que demonstram interesse pela leitura e também pela escrita. Após algumas desistências, a turma estabilizou entre 7 e 10 alunos, que participam todas as terças-feiras da atividade.

A oficina teve como facilitador o professor e escritor José de Castro, autor de livros como "A Cozinha da Maria-Farinha", "Poemas Brincantes", "Quando Chover as Estrelas". E a atividade tem um nome divertido: Opalêlê - Oficina Permanente de Arte e Leitura do Leitor Escritor.  
José de Castro tem trabalhado diversos gêneros literários com as crianças como a poesia, a rima, o recado, o acróstico e a ficção. Elas produzem os textos também em casa e apresentam as produções durante a oficina. Uma das últimas atividades desenvolvidas foi o do conto curto. Os alunos também são estimulados a levarem um livro por semana da blblioteca para lerem em casa. 

As crianças destacam a importância da leitura para elas, inclusive com transformação dos hábitos deles, deixando de passar o tempo na rua ou em vídeo-games. E com esse gosto pela atividade, a participação se torna quase que espontânea.

A aluna Jardiele Estefane, de 16 anos e moradora do bairro de Santos Reis, disse que estava muito contente com a iniciativa. Ela já trabalha em um salão de beleza, e disse que pediu folga às terças-feiras só para participar da oficina. "Embora já tenha a sala de leitura e biblioteca na escola, a oficina propociona novos conhecimentos e oportunidades de aprendizagem para os alunos. Por isso, ela é muito importante para nós", avaliou.      

"Com a oficina, passei a saber de coisas que são simples sobre o texto, mas antes eu não sabia. Ficou plantada a curiosidade e, agora, eu procuro identificar os elementos nos textos", disse ainda. 

A aluna Bruna Freire, de 14 anos, também disse estar contente de participar da oficina. Além dos novos conhecimentos, ela achou o "máximo" poder participar da atividade cujo professor é o autor do primeiro livro que ela leu, "A Cozinha de Maria-Farinha". "Além disso, a oficina é muito interessante porque desperta o nosso interesse em escrever mais", afirmou.

O aluno Jan Abdon, de 13 anos, é um entusiasta da literatura de fantasia, disse que já tem um livro escrito na "gaveta", e também destacou a oportunidade de estar com um escritor frente a frente nas aulas. "Foi uma inspiração a mais para nós", disse. 

O projeto Casa das Palavras tem o patrocínio da Cosern, Oi e Governo do RN – através da Lei Câmara Cascudo. Unimed Natal, Arena das Dunas e Prefeitura do Natal - através da Lei Djalma Maranhão.
Veja mais imagens da Oficina em: http://casadaspalavras.com.br/evento?n=99512
Fonte: Assessoria
voltar